O Sindicato dos Pastores e Capelães

A palavra sindicato traz no seu significado uma tradição social antiga que remonta talvez da idade média nas primeiras corporações de ofícios, que na modernidade passou a tratar dos trabalhadores urbanos e rurais de um modo geral, que se unem a partir da constatação e resolução de problemas e necessidades comuns.

No nosso caso específico lidaremos com trabalhadores obreiros da fé e suas lideranças, defendendo os seus direitos e interesses perante a sociedade e seus poderes constituídos, adotando sempre os princípios democráticos, da cidadania e da convivência pacífica entre os povos, evitando a polaridade política comum à nossa sociedade e adotando sempre a política do bem comum, que em termos bíblicos podemos chamá-la tranquilamente de “política do reino de Deus”, de fundamental importância visto que nos dias de hoje o assédio da imoralidade se faz presente em todo mundo cristão, sendo nossas famílias vítimas de constantes tentativas de perversão, juntamente aos ataques desproporcionais às nossas lideranças, que somente a união de uma classe coesa de Pastores poderá fazer frente a essa onda contrária aos sagrados princípios das “boas novas”.

Podendo manter superintendências internacionais, nacionais, regionais, locais, ministeriais pastorais, episcopais, missionárias e seus anexos afins, no campo jurídico-administrativo dando um perfeito suporte às igrejas com suas comunidades. Esse importante item, vem dar suporte ao crescimento macro da instituição e consequentemente do cristianismo em suas mais diversas conotações, mas tendo sempre como “norte” os caminhos traçados na Palavra de Deus.


Trabalhar a construção cristã num mundo ímpio eivado na carne e na mentira não é fácil, é preciso firmeza para perseverar numa labuta diária insana, mas extremamente gratificante pela ação de retidão nos propósitos das virtudes, portanto as Igrejas necessitam interagir com o mundo para continuarem sua tarefa primordial na conversão de almas e essa interação se faz através da união do povo de Deus e o entendimento do mundo político, onde muitas vezes manifesta-se o ódio ao próximo e some a caridade aos menos favorecidos.

Agindo em conjunto conseguiremos com menos esforços alcançar nossos objetivos sociais, já que os doutrinários a nossa instituição proverá ajuda apenas nos cursos ministrados ou quando solicitada pelas lideranças. Finalizando, a nossa instituição também cuida da parte material promovendo convênios importantes nas áreas de saúde, securitária, e mesmo no campo energético onde através de parcerias com empresas do setor de energia solar pretende em curto espaço de tempo prover um retorno direto para todas as famílias e lideranças, fortalecendo também a união e expansão dos ministérios e missões. Por tudo que foi dito e mensurado aqui nessas palavras ousamos dizer que tencionamos nos converter em curto espaço de tempo no Sindicato das Boas Novas!

Outros posts que pode te ajudar…

Classificação Brasileira de Ocupações (CBO)

Classificação Brasileira de Ocupações (CBO)

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é um documento que retrata a realidade das profissões do mercado de trabalho brasileiro. Foi instituída com base legal na Portaria nº 397, de 10.10.2002. Acompanhando o dinamismo das ocupações, a CBO tem por filosofia sua...

Sindpec Bahia

Sindpec Bahia

Posse da Diretoria da Bahia pastor José Amâncio Primeiro café em Mucuri BAHIA Segundo café em Mucuri BAHIA Reunião com presidente do SINDIPEC na Câmara Municipal de MUCURI Fotos SindPec Bahia